Conheça as melhores dietas para emagrecer em 2018



Hoje vamos falar sobre suas metas para 2018. O ano começou e já tem muita gente preocupada em dar aquele upgrade em sua saúde, seja através de uma reeducação alimentar, seja através de alguma nova dieta. E por falar em nova dieta, fizemos uma pesquisa muito interessante e descobrimos 5 receitas para emagrecer que foram aprovadas pela universidade de Harvad. Não é qualquer dieta não, viu? Ficou interessado? Vamos aos detalhes abaixo.

Sem dúvida, Perder Peso e Ter Hábitos Saudáveis estão entre as metas para 2018 de muitas pessoas. É o seu caso? Se for, você vai precisar de uma Estratégia!

Para ajudar nessa missão, médicos e nutricionistas americanos de renomadas instituições, como as universidades Johns Hopkins, Harvard, e de Nova York e a ICF International, definiram as melhores dietas para emagrecer este ano.

Os melhores produtos para emagrecer


À pedido da publicação U.S News & World Report, especializada em rankings de saúde e educação, os profissionais escolheram entre 40 opções os melhores programas dietéticos para as mais diversas finalidades — perda de peso (claro), proteção do coração, alimentação saudável, para diabéticos, e várias ourtras. Confere só as cinco primeiras colocadas no ranking de melhores dietas para emagrecer.

Vigilantes do Peso

Seja para emagrecimento a curto ou a longo prazo essa dieta já foi eleita como a melhor, pelo segundo ano consecutivo. Ela também foi eleita como a melhor dieta comercial pelo 8° ano consecutivo.

Essa dieta é baseada em sistema de pontos. Onde cada comida ou bebida recebe uma pontuação de acordo com sua tabela nutricional. Os participantes recebem então um número máximo de pontos que podem consumir por dia. 

A dieta une a reeducação alimentar e a prática de exercícios. Sendo assim, ela promove emagrecimento de forma gradativa e sustentável.

 Tratamento de problema no ovário e útero


A desvantagem é que esse é um programa de dieta pago. Você precisará participar de reuniões, receberá sugestões de cardápio e receitas saudáveis como base na quantidade de calorias que terá que consumir por dia.

Confira abaixo a pontuação desse método com base em 4 critérios.

Nota geral3.9
Perda de peso em curto prazo4.0
Perda de peso em longo prazo3.5
Facilidade para seguir3.5
Saudável4.5
Um dos principais objetivos da dieta é manter o peso perdido. Isso porque de acordo com o site especializado Medical News Today, pesquisas mostram que entre 30% e 35% do peso perdido em dietas é recuperado após um ano.

Dieta volumétrica

Em segundo lugar está a dieta volumétrica, desenvolvida por Barbara Rolls, professora de nutrição na Universidade do Estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Seu conceito consiste em estimular o consumo de alimentos pouco calóricos que promovem a saciedade.

Eles são divididos em categorias: os chamados de baixíssima densidade (1), como frutas (figo, melancia, meão, uva, laranja e frutas vermelhas), e vegetais (folhas verdes, cenoura, beterraba, abóbora, berinjela) sem amido, leite desnatado e sopa à base de caldo; os de baixa densidade (2), como frutas e vegetais com amido, grãos, cereal matinal, carnes magras, legumes e pratos com baixo teor de gordura; alimentos de média densidade  (3), como carne, queijo, pizza, batata frita, molho de salada, pão, sorvete e bolo; e alimentos de alta densidade (4), como biscoitos, salgadinho, doces de chocolate, biscoitos, nozes, manteiga e óleo.

As comidas das categorias 1 e 2 podem ser ingeridas em grandes quantidades, o consumo dos alimentos da categoria 3 deve ser moderado e da categoria 4, evitado. Embora esta dieta seja mais um plano alimentar do que um programa de emagrecimento, para aqueles que querem um resultado melhor, a prática de exercícios – 30 minutos de caminhada na maior parte da semana – é encorajada. Veja abaixo a pontuação da dieta volumétrica:
Nota Geral3.8
Perda de peso em curto prazo3.8
Perda de peso em longo prazo3.3
Facilidade para seguir3.0
Saudável4.5

Dieta Jenny Craig

A dieta Jenny Craig foi a terceira colocada.Como o Vigilantes do Peso, o método, disponível apenas nos Estados Unidos, é pago. O programa pede ao participante que participe de reuniões com uma consultora para traçar uma estratégia de emagrecimento e depois escolha o cardápio, entre as opções disponíveis. Neste sistema, o participante recebe suas refeições pré-preparadas. Confira abaixo a pontuação da dieta Jenny Craig:

Nota Geral3.4
Perda de peso em curto prazo3.7
Perda de peso em longo prazo3.0
Facilidade para seguir3.0
Saudável3.8

Dieta Vegana

Em geral essa dieta é benéfica para cardíacos e diabéticos. O problema é que é muito difícil encontrar apoio social para essa dieta. Isso porque é uma dieta muito restritiva. Para quem quer emagrecer essa dieta promove o emagrecimento a longo prazo. É possível emagrecer sem recuperar o peso perdido, por um período de 2 anos em média. Não é difícil perder peso com essa dieta.

A forma como você vai seguir esse tipo de alimentação fica a seu critério, mas, o Associação Dietética Americana recomenda: seis porções diárias de grãos, como pães e cereais fortificados; cinco porções de legumes, nozes e castanhas ou outros tipos de proteína vegetal (manteiga de amendoim, tofu, batata e leite de soja); quatro porções de vegetais; e duas de fruta e gorduras saudáveis, como óleo de gergelim, abacate e coco.

 Energéticos e Estimulantes Sexuais - 100% Naturais


Acho importante ressaltar que ao eliminar tantas opções do seu cardápio você corre o risco, a longo prazo, de sabotagem. Isso porque as pessoas cansam de alimentação saudável por tanto tempo e acabam priorizando alimentos mais calóricos.

Veja abaixo a pontuação da dieta vegana:

Nota Geral3.0
Perda de peso em curto prazo3.6
Perda de preso em longo prazo3.2
Facilidade para seguir1.5
Saudável3.0

Dieta Flexitariana


Esse termo, Flexetarianismo, começou a ser usado em 2009 pela nutricionista americana Dawn Jackson Blatner.. Inclui dois conceitos. Flexibilidade e Vegetarianismo. 

Esse conceito é simples. Você é um "vegetariano" não tão fiel assim aos seus conceitos e de vez em quando você dá uma beliscada básica num hamburguer, num bife, etc. 

A dieta consiste em adicionar cinco grupos de alimentos à mesa – “novas carnes” (tofu, , feijão, lentilhas, ervilhas, nozes e sementes, e ovos ), frutas e vegetais, grãos integrais, laticínios, açúcares e pimentas. Além disso, a prática de exercícios é fortemente encorajada: recomenda-se 30 minutos diários de exercícios físicos moderados ou 20 minutos de exercícios intensos, cinco vezes por semana.

Esse é o Seca Barriga da Unilife. Clique e Experimente!


Estudos mostraram que os adeptos perdem 15% do peso corporal, além de reduzir risco de doenças cardíacas, diabetes e câncer e vivem, em média, 3,6 anos mais em relação aos que não seguem o programa. Confira abaixo a pontuação da dieta flexitariana.

Nota Geral4.0
Perda de peso em curto prazo3.4
Perda de peso em longo prazo3.2
Facilidade para seguir3.5
Saudável4.6
Clique aqui para ver o ranking completo das melhores dietas para emagrecer, de acordo com a U.S News & World Report, e aqui para ver os demais rankings. Lembrando que o texto é em inglês.

Gostou da matéria? Então, compartilhe, curta e deixe seu comentário. 

Até a próxima!




Comentários

Postagens mais visitadas